Preço médio da soja quase atinge patamar histórico no Brasil em setembro

segunda-feira, Outubro 1, 2018

Ainda há espaço para novas altas nas cotações do mercado interno, principalmente se o dólar se elevar, diz analista da Safras & Mercado Daniel Popov, de São Paulo

Os preços da soja no Brasil não atingem uma média tão elevada, como a registrada agora em setembro, desde junho de 2016, afirma a consultoria Safras & Mercado. De maneira geral, considerando preços nos portos e em praças mais distantes, a saca de soja foi negociada no mês passado a uma média de R$ 83,62 por saca, pouco abaixo dos R$ 86 62 de dois anos atrás.

O porto de Paranaguá (PR) que chegou a negociar a saca por R$ 98,50 no dia 13 de setembro deste ano, fechou o mês com uma média de R$ 95,74 por saca. O valor foi idêntico ao registrado em 2016, ou seja quase um recorde histórico. Também chama a atenção que os preços de setembro ficaram muito acima da média de agosto, quando foi registrado um valor de R$ 89,9 por saca. Os portos de Santos (SP) e Rio Grande (RS) também fecharam o mês com valores médios acima dos R$ 94 por saca, contra a média de R$ 88,6 e R$ 89,9 de agosto, respectivamente.

Na praças mais distantes, como Dourados (MS) e Rondonópolis (MT) a saca foi negociada a uma média de R$ 80,5 e R$ 82,9 por saca em setembro. Em agosto os valores não ultrapassavam os R$ 80 por saca. “Ainda há espaço para estes valores subirem mais. Se o dólar se recuperar e voltar a subir, os preços sobem junto. Até porque os prêmios seguem firmes nos portos devido a demanda aquecida e o esgotamento dos estoques”, diz o analista da Safras & Mercado Luiz Fernando Gutierrez.



Share