John Deere no Brasil

terça-feira, Outubro 25, 2016
A companhia iniciou suas operações no País em 1979, quando assumiu participação de 20% no capital da Schneider Logemann & Cia (SLC), fábrica de máquinas agrícolas de Horizontina (RS). Em 1999, a John Deere assumiu integralmente o controle da SLC, dando origem à John Deere Brasil.
 
A partir desta data, a companhia iniciou uma série de investimentos e expansão no mercado nacional e hoje apresenta o seguinte cenário: ampliou a fábrica de colheitadeiras e plantadeiras de Horizontina (RS); inaugurou a fábrica de colhedoras de cana-de-açúcar, em Catalão (GO); com investimentos de R$ 60 milhões, a fábrica de Catalão foi ampliada para iniciar, em maio de 2012, a produção de pulverizadores; em 2008, instalou uma das mais modernas fábricas de tratores do mundo em Montenegro (RS); no mesmo ano, abriu em Campinas (SP) o Centro de Distribuição de Peças para América do Sul; deu início às atividades da John Deere Water, em Uberlândia (MG), principal fornecedora de equipamentos de irrigação para Minas Gerais e São Paulo, especialmente na produção de café, citros, cana, fruticultura, hortaliças, flores, algodão e reflorestamento.
 
Importante destacar que os agricultores brasileiros podem contar com o Banco John Deere, destinado a oferecer linhas de crédito específicas para aquisição de máquinas agrícolas, em âmbito nacional, viabilizando o acesso de agricultores brasileiros às mais modernas tecnologias de produção.
 
De 2000 a 2012, a companhia investiu mais de US$ 2 bilhões nas suas atividades brasileiras.
 
Com aproximadamente 4 mil funcionários no Brasil, a John Deere anunciou em julho de 2011 a transferência do Escritório Regional América Latina para Indaiatuba (SP), localizado a 100 km da capital paulista. A sede latino-americana recebeu mais de 350 funcionários diretos e representa um importante passo no fortalecimento da estratégia da empresa no País e no continente. Aqui estão reunidas todas as lideranças da empresa nos seus negócios em máquinas e equipamentos para agricultura, irrigação, construção civil e indústria florestal, além do Banco John Deere.
 
Com a gama de produtos mais ampla do mercado, a John Deere está preparada para oferecer sistemas mecanizados capazes de atender de forma completa às necessidades de mecanização de diferentes culturas. Produtores de grãos, cana-de-açúcar, algodão e frutas encontram nos produtos da empresa uma solução integrada para obter maior produtividade com redução de custos e, assim, alcançar maior competitividade. Com a aplicação dos sistemas mecanizados John Deere, o produtor obtém ganhos tanto no investimento total, quanto no custo operacional de suas máquinas, melhorando a performance econômica da propriedade.
 
As máquinas ganham ainda mais eficiência, precisão e produtividade com o uso dos produtos do sistema AMS, ou Soluções em Gerenciamento Agrícola. O Piloto Automático, o Monitor de Colheita, o Mapa de Produtividade e outros produtos do sistema AMS garantem maior precisão e rendimento às operações agrícolas. Eles unem os avanços da informática com os recursos do posicionamento por satélite para melhorar o gerenciamento das propriedades, reduzindo custos operacionais e aumentando a produtividade no campo.
 
Mais informações acesse: MinasVerdeJohnDeere.blogspot.com
 
MINAS VERDE JOHN DEERE SEMPRE AO SEU LADO!
 


Share