Bananicultura

sexta-feira, Junho 30, 2017

Estudo aponta custo de produção próximo de R$ 27 mil por hectare na região de Jaíba. Quilo da banana prata é negociado a R$ 2,75 no Ceasa Minas. Já a nanica é cotada a R$ 1,81 o quilo.

 
O estado de Minas Gerais é o terceiro maior produtor de banana do Brasil. E para 2017, a perspectiva é que sejam colhidas 810 mil toneladas da fruta, que deverá ser destinada ao mercado interno. O número representa um crescimento de 5% em relação ao ano anterior, quando a produção ficou em 773 mil toneladas.
 
Segundo explica o analista de agronegócio da Faemg (Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais), Caio Coimbra, o aumento é decorrente dos preços e também da maior disponibilidade hídrica no solo. “Quando os reservatórios estão baixos, o produtor fica com medo de plantar a área total, o que traz uma queda na produção”, completa.
 
Paralelamente, a qualidade das frutas produzidas no estado é considerada boa. As pragas e doenças têm sido controladas e a Sigatoka Negra, grande preocupação em outras regiões, não está presente em Minas Gerais.
 

Preços x Custo de produção

No Ceasa Minas, o quilo da banana nanica é cotado a R$ 1,81, já o quilo da prata é negociado a R$ 2,75. Contudo, diante da volatilidade das cotações, o analista reforça a importância de uma boa gestão para conseguir cobrir os custos de produção e garantir uma lucratividade.
 
“Realizamos no início dessa semana, o painel com as estimativas de custo de produção em uma propriedade modal, com 50 hectares e produção de 25 mil quilos de banana por hectare. E o custo de produção ficou em R$ 27 mil, com isso, teríamos que vender o quilo entre R$ 1,20 a R$ 1,30 para termos lucros”, acredita Coimbra.
 

MINAS VERDE JOHN DEERE SEMPRE AO SEU LADO!



Share