Produção de tangerina cresce em Minas Gerais

segunda-feira, Agosto 21, 2017

A produção de tangerina ponkan, em Minas Gerais, está crescendo, ano após ano. No munícipio que mais produz no estado, Belo Vale, os preços deixam os agricultores satisfeitos. A tangerina é a principal atividade dos mais de 500 agricultores da região. Só nesta safra, eles devem colher 60 mil toneladas da fruta.

 

A área plantada com ponkan não para de crescer. Segundo estimativa da Secretaria de Agricultura do município, ela mais que triplicou nos últimos quatro anos: saltou de 1.500 hectares para cinco mil hectares.

 

A maior parte da safra entra no mercado quando a colheita das outras regiões produtoras já está no fim. Com isso, os agricultores conseguem preços bem melhores. Marcílio da Silva tem 120 mil pés de ponkan plantados na propriedade de 140 hectares e conhece bem os segredos dessa estratégia.

 

Ele está há 22 anos no mercado. Este ano, deve colher quase três mil toneladas da fruta. No começo da colheita, em maio, chegou a receber oito reais por uma caixa de vinte quilos. Agora, a caixa está a R$ 20, com possibilidade de ir a R$ 30. A colheita em Belo Vale vai até setembro e Marcílio ainda tem 60% da área para colher.

 

Geração de empregos na época de colheita

A safra da tangerina emprega muita gente. Só o Marcílio teve que contratar 40 trabalhadores temporários, todos de fora. “A gente traz de Sergipe, Bahia, Alagoas, Pará. Tem gente de quase todo o Brasil para ajudar na colheita.”

 

“A tangerina ponkan movimenta a economia do município, além da questão social, que gera emprego e renda para os nossos produtores, principalmente os agricultores familiares, que é a maioria do nosso município”, explica a secretária de Agricultura de Belo Vale Kelly Cristina dos Santos.

 

Minas Gerais passou do quarto para o segundo lugar na produção nacional de tangerinas nos últimos anos. O maior produtor é São Paulo.

 

MINAS VERDE JOHN DEERE SEMPRE AO SEU LADO!



Share