Milho

quarta-feira, Setembro 6, 2017

Os preços do milho subiram em agosto, refletindo a posição retraída de vendedores.

 

Desestimulados com os baixos patamares de preços, produtores aguardam cotações mais elevadas para negociar, limitando a oferta. Nesse cenário, segundo colaboradores do Cepea, compradores que têm trabalhado com estoques curtos tiveram de aumentar os valores de suas ofertas para adquirir lotes. 

 

Em Campinas (SP), base do Indicador ESALQ/BM&FBovespa de milho, o cenário também foi de alta, devido à firme demanda. No dia 31 de agosto, o Indicador fechou a R$ 27,30/saca de 60 quilos, valorização de 1,2% em relação à quinta-feira anterior e de expressivos 7,3% frente ao dia 31 de julho. A média mensal do Indicador fechou a R$ 26,67/sc, ligeiro aumento de 1,3% frente à média de julho e a primeira alta desde fevereiro.

 

MINAS VERDE JOHN DEERE SEMPRE AO SEU LADO!



Share